Apresentação

Connecting Healthcare

A ULSM em parceria com o SEAL GROUP organizam no âmbito das comemorações dos 20 anos da Unidade Local de Saúde de Matosinhos, o evento “Connecting Healthcare”, tendo como keynote speaker o Neurocientista e reputado Autor, António Damásio.
A intervenção de reputados convidados sobre o papel determinante das pessoas para o futuro das organizações promete “conectar” diferentes visões com base na ciência, saúde, arte, economia, música, negócios, entre outras, inspirando e conectando todos os profissionais da área da saúde.


No próximo 28 de Junho o fantástico edifício do Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões recebe a Conferência “Connecting Healthcare” que pretende promover a discussão e o debate sobre a felicidade e a inovação para o futuro das organizações, intercalando painéis de debate com convidados nacionais e internacionais com palestras de relevo sobre temas atuais no contexto da transformação digital. As neurociências ocupam um lugar de destaque no evento, trazendo a explicação científica sobre o caminho a seguir e quais as decisões a tomar bem como novas abordagens, suportadas pelo especial contributo de individualidades da saúde, arte, empresas, ciência, entre outras.


O programa desta conferência vai permitir criar uma dinâmica de partilha por todos aqueles que se interessam pelo futuro da saúde em Portugal, bem como na promoção de comunidades sustentáveis, conectando o conhecimento e a ciência com momentos de networking, onde promoção da felicidade individual e a inovação das instituições é a grande missão do “Connecting Healthcare”, acreditando na evolução das pessoas e organizações alinhadas num propósito comum: inspirar a mudança para um mundo melhor!

Global Healthcare Forum

A Conferência “Connecting Helthcare” integra o “Global Healthcare Forum”, fundado pelo Seal Group, pretende ser uma marca de continuidade na evolução da saúde à escala global, inspirando a evolução do High Tech para o Human Touch onde pessoas e organizações se alinham num propósito comum.

 

Na dinâmica da 4.ª revolução industrial os conceitos como the internet of things, long life learning potenciados pela atual transformação tecnológica e digital tem vindo a revolucionar a saúde e as organizações nível global. Esta nova realidade impõe uma evolução no modelo de gestão hospitalar onde a cultura de serviço ao utente assume mais do que nunca uma importância vital para o futuro da humanização na área da saúde.
Nesse sentido a mudança de paradigma na intervenção dos profissionais deverá ser acompanhada com a aprendizagem de novas skills alinhadas com o estudo “The future of jobs” do World Economic Forum, onde as competências como “trabalho em equipa”, “inteligência emocional”, “pensamento crítico”, entre outras, são fundamentais para o futuro das organizações, onde o lado humano e emocional é cada vez mais valorizado (ver quadro abaixo).