Global Healthcare Forum

Conferência

Apresentação

Fundado pelo Seal Group, o Global Healthcare Forum (GHFORUM) é uma iniciativa que tem como grande missão a humanização da saúde à escala global, agregando entidades e individualidades de vários sectores da sociedade e áreas de atividade com o objetivo comum de promover a discussão sobre o futuro da saúde. O GHFORUM é também um catalisador de ideias e de investigação que foca as questões importantes da motivação e felicidade das pessoas no contexto laboral, acreditando que é necessário “cuidar de quem cuida”, dotando os profissionais de ferramentas e de novas skills para enfrentarem as mudanças impostas pelo impacto da era digital e industria 4.0.

 

BERNARD LOWN, MÉDICO E PRÉMIO NOBEL

“The real crisis in healthcare today is not about economics, insurance, or managed care, it's about the loss of the fundamental human relationship between professionals and patients. “

Enquadramento

A investigação demonstra, consistentemente, que quando os colaboradores se sentem apoiados e valorizados tendem a apresentar níveis mais elevados de bem-estar, níveis mais elevados de desempenho, concentração e motivação; níveis mais elevados de envolvimento e compromisso com os objetivos da organização. Os resultados das pesquisas desenvolvidas sobre este tema evidenciam uma ligação direta entre o bem-estar das pessoas, a sua felicidade e a produtividade no trabalho que realizam. Também tornaram claro que a satisfação das pessoas aumenta o seu nível de compromisso com a missão das organizações e de envolvimento nas suas atividades. Para que isso aconteça devem ser criadas nas organizações:

• as condições propícias ao desenvolvimento organizacional;
• permitir que o trabalho seja revelador de experiências positivas;
• que a vida pessoal e profissional possam conciliar-se sem ruturas;
• que o valor social do trabalho realizado se traduza em significado;
• aumente o sentimento de pertença às instituições;
• aumente a finalidade de servir os cidadãos;
• dinâmicas de escuta e atenção ao utente;

Impacto

Cada euro investido na implementação eficaz de programas de intervenção que apoiam os colaboradores com problemas de Saúde Psicológica produz um retorno que corresponde a um aumento cinco vezes superior da produtividade (Hilton, 2004).

No Reino Unido, o National Institute for Health and Clinical Excellence (2009) estimou que as perdas de produtividade poderiam ser reduzidas pelo menos em 30% e resultar em poupanças anuais de €292.100 numa organização com 1000 colaboradores.

Os custos das intervenções de promoção da Saúde Psicológica no trabalho, geralmente, são claramente ultrapassados pelos ganhos na redução do absentismo e melhoria da produtividade. Existem investigações sobre intervenções custo-efetivas que promovem a Saúde Psicológica no trabalho que sugerem um retorno do investimento de mais de €9 por cada €1 gasto (Knaap et al., 2011).

Um estudo encomendado pela EU-OSHA mostrou que o retorno gerado por programas de promoção da bem-estar e motivação no trabalho, durante um ano, pode atingir €13.62 por cada €1 gasto nesses programas (Matrix, 2013).

Diminuição dos problemas (e custos) de Saúde Física associados com o Stresse Ocupacional, como as doenças cardiovasculares (que constituem a principal causa de morte em Portugal e cujo tratamento farmacológico e terapêutico custou ao SNS, em 2016, 330,5 milhões de euros) ou a dor lombar crónica (que tem uma prevalência de 36,6% na população portuguesa).

Diminuição dos problemas (e custos) de Saúde Psicológica associados com o Stresse Ocupacional, como a Depressão, a Ansiedade (que, em conjunto, afetam quase 25% da população), a perda de concentração e a dificuldade em tomar decisões.